Uma garrafa e duas taças de vinho em frente a lareira Uma garrafa e duas taças de vinho em frente a lareira

6 vinhos para o inverno que não podem faltar durante a estação

5 minutos para ler

No inverno, com a temperatura mais baixa, temos tendência a consumir pratos quentes mais gordurosos e encorpados, como: foundues, massas, risotos… O que também define a escolha dos vinhos para acompanhar. Ou seja, com alteração do clima, mudamos também nossos hábitos, impactando nos vinhos que escolhemos para harmonizar com essa estação.

UVAS PARA O INVERNO

Algumas uvas da região de Vinho Verde e as Chardonnay, Cabernet Sauvignon e Tannat são as preferidas para a estação mais fria do ano por diversos motivos.

A uva Chardonnay além de muito adaptável também é versátil – pode ser cultivada em diversas regiões, dando origem de vinhos leves até encorpados. Original da Borgonha, na França.

A Cabernet Sauvignon é uma das uvas preferidas para a estação pois origina vinhos mais encorpados, ideal para acompanhar as comidas quentes de inverno. Porém, são uvas flexíveis e dão origem a diversos tipos de vinho.

A uva Tannat, por sua vez, produz um vinho com mais taninos e acidez, que combina com comidas mais gordurosas.

Já o Vinho Verde é produzido em Portugal. Os vinhos dessa região, apesar de feitos com uvas brancas, levam essa nomenclatura especifica da região. As uvas dessa região, como por exemplo Alvarinho e Loureiro, possuem características muito particulares. A uva Loureiro dá origem a um vinho mais frutado, com mais acidez e frescor. Já a uva Alvarinho produz um vinho mais elegante e encorpado.

Uma curiosidade interessante é que os vinhos rosés podem ser produzidos de uma ou mais uvas tintas, como por exemplo Cabernet Sauvignon e Syrah. Neste caso, o que diferencia um vinho do outro, é o processo de produção e características que o produtor quer incorporar em seus vinhos, escolhendo a quantidade de cada uva.

VINHOS PARA O INVERNO

Vinhos tintos de corpo médio e os encorpados são ótimos para o inverno pois harmonizam com comidas mais pesadas. A presença de taninos, neutraliza as gorduras dos alimentos que geralmente consumimos no inverno, tornando o paladar mais agradável.

Se você está pensando em chamar os amigos para um foundue ou uma noite especial de queijos e vinhos, o Vinho Misiones de Rengo Varietal Cabernet Sauvignon se encaixa perfeitamente! É um vinho encorpado com presença delicada de taninos. Fácil de beber e conceituado. É produzido no Chile, na região do Vale do Rapel e Vale do Cachapoal, ambas as regiões são excelentes produtoras da uva Cabernet Sauvignon.

Já o Vinho Don Pascual Reserve Tannat fica ótimo com uma boa massa. É um vinho elegante, com corpo médio, macio e aveludado. Produzido no Uruguai pela Juanicó.

Mas, é importante ressaltar, que não existe um vinho específico para cada estação. Tudo depende do que você gosta. Se prefere vinho tinto ou branco, se gosta de tomar apenas uma taça para relaxar, se adora cozinhar e aprender novas harmonizações… Não há regras!

E, como já lemos aqui no blog, vinhos que passam por barrica são mais complexos. Por isso, se você prefere um bom vinho branco mais encorpado, pode escolher sem medo nossa indicação abaixo:

Com um risoto, você pode escolher o Vinho La Celia Pioneer Reserva Chardonnay. É um vinho levemente encorpado, frutado e fresco. Produzido na Argentina, em Mendoza. A Finca La Celia foi a produtora pioneira nas atividades vitivinícolas do Vale do Uco – principal região do país para a produção de vinhos.

Agora, se você é daquelas pessoas que não fica sem uma sobremesa, escolha o Vinho Casal Garcia Sweet, ele harmoniza com sobremesas intensas e doces. Sua produtora, a Aveleda, é especialista na produção de vinhos brancos e líder mundial na produção de Vinho Verde.

Os rosés não ficam de fora dessa estação! São vinhos mais leves e delicados, por isso muita gente acredita que deve ser tomado apenas no verão, o que não é verdade.

Vinhos rosés podem facilmente harmonizar com um strogonoff de frango, com uma comida mais temperada e picante e até mesmo uma boa salada no inverno. Por que não?

Veja abaixo algumas dicas para surpreender com um bom vinho rosé no inverno:

Se a sua preferência é uma culinária oriental, indiana ou Thai, escolha o Vinho Fleur Passion, é um vinho rosáceo intenso, com um corpo leve-média, frutado e refrescante. Produzido na França em Côtes de Provence. Nessa região, 90% dos vinhos produzidos são roses.

Já para um bom strogonoff de frango, o Vinho Castillo de Molina Reserva Rosé, leve, intenso, bastante frutado, com ótima acidez e persistência. É feito 60% com uva Cabernet Sauvignon e 40% com Syrah. Produzido pela vinícola San Pedro, uma das maiores produtoras do Chile.

Qualquer momento pode ser um bom momento se soubermos como desfrutá-lo.

Independente da sua escolha ser tinto, branco ou rosé, o que não pode faltar é um bom vinho.

E, agora que você conhece um pouco mais das uvas e vinhos indicados para a estação mais fria do ano, esperamos que você possa aproveitar melhor seu inverno com nossas indicações!

Siga-nos no Facebook e Instagram para acompanhar mais novidades.

Posts relacionados

Deixe um comentário