Garrafa de vinho em cima de uma barril Garrafa de vinho em cima de uma barril

Saiba como escolher entre Vinho Reservado, Reserva ou Gran Reserva

4 minutos para ler

Você sabe a diferença entre um vinho Reservado, Reserva e Gran Reserva? Apesar das classificações variarem de acordo com a legislação das regiões de origem da bebida, elas, geralmente, indicam aspectos dos vinhos, como maior tempo de envelhecimento e complexidade da bebida.

Por isso, é muito importante entender as distinções entre cada uma das categorias para escolher o vinho ideal para o paladar dos apreciadores e a ocasião.

Neste artigo, explicaremos as diferenças entre vinhos classificados com Reservado, Reserva e Gran Reserva para ajudar você na escolha.

Vinho Reservado

Os vinhos classificados como Reservado têm um processo de produção mais rápido, pois, normalmente, não passam por barricas de carvalho. Dessa forma, não têm um amadurecimento muito longo e são produzidos em maior quantidade.

Os vinhos Reservados não têm exigências de especificações, como teor de açúcar e tipo de amadurecimento, e mantêm características similares independentemente da safra. Assim, não apresentam, obrigatoriamente, aspectos que demonstram a sua região de origem.

São vinhos com elaboração simples e baixa complexidade de sabores e aromas. Geralmente, tem paladar frutado e são fáceis de beber. Por isso, são recomendados para o consumo descontraído e sem formalidade em ocasiões do dia a dia. Também são excelentes opções para quem está iniciando na apreciação da bebida.

Vinho Reserva

Mais complexos que os Reservados, os vinhos de Reserva são preparados com uvas selecionadas e têm um amadurecimento mais longo, podendo passar de meses a anos em barris de madeira.

Isso permite que a bebida adquira estrutura, longevidade, taninos apropriados, adstringência e acidez equilibradas e intensidade de sabores e aromas.

O período e o tipo de armazenamento de um vinho de Reserva pode variar muito de acordo com a região de origem. Por exemplo, na Itália, os vinhos denominados de Reserva têm entre três e cinco anos de envelhecimento, mudando de acordo com a região, e na Espanha, normalmente, o tempo mínimo de guarda é de três anos, sendo dois em barril.

Já em países da América do Sul, como Uruguai e Chile, não existem parâmetros bem definidos para o uso dessa classificação. Assim, cada produtor pode usar o termo para especificar bebidas com diferentes características em relação à colheita e amadurecimento, por exemplo.

Vinho Gran Reserva

Os Gran Reserva são vinhos feitos com as melhores uvas da safra em um processo longo e elaborado. O envelhecimento do Gran Reserva é mais demorado que o do Reserva, podendo levar muitos anos para serem disponibilizados para o consumo.

O resultado são bebidas complexas, com sabores e aromas riquíssimos, ideias para apreciadores que buscam uma experiência única.

Assim como os Reserva, o tempo de envelhecimento dos vinhos Gran Reserva também muda de acordo com as regulamentações das regiões de origem. Em Portugal, essa classificação significa que o vinho tem cerca de cinco anos de idade, mas em algumas regiões da Itália esse prazo pode ser de dois anos e meio.

Existem excelentes vinhos Reservado, Reserva e Gran Reserva. Portanto, a classificação não está relacionada a qualidade, mas as diferentes características e propostas dos vinhos. A escolha da bebida ideal depende da ocasião e, principalmente, do estilo e gosto pessoal do apreciador!

Agora que você já conhece as diferenças entre Vinho Reservado, Reserva ou Gran Reserva, que tal aprender mais sobre os tipos de uva para escolher o melhor vinho?

Posts relacionados

3 thoughts on “Saiba como escolher entre Vinho Reservado, Reserva ou Gran Reserva

  1. Bom dia!!

    Obrigada pela explicação simples e clara sobre Reservado, Reserva e Gran Reserva.

    Virei fã!!

    Soraia Silva

Deixe um comentário