Descubra agora mesmo qual vinho harmoniza com carne vermelha

4 minutos para ler

Que tal escolher um bom vinho para acompanhar sua carne preferida? Existem opções que harmonizam, por exemplo, com a picanha, o contrafilé, o lagarto e a costela de boi. Quer aprender a fazer uma boa escolha?

Produzimos este guia justamente para ajudá-lo a aproveitar ao máximo aquelas ocasiões em que você tem a oportunidade de saborear uma carne vermelha bem preparada. Afinal, não é qualquer vinho que combina com esse prato.

Por isso, continue a leitura para entender qual vinho harmoniza com carne vermelha!

Cabernet Sauvignon

Já imaginou saborear um vinho delicioso enquanto come um churrasco com os amigos? Saiba que o Cabernet Sauvignon faz uma ótima harmonização nesse caso, principalmente se a carne servida for a picanha.

Você já deve ter percebido que, em qualquer prato, um dos elementos que mais colaboram com o sabor é a gordura, que é justamente um dos principais aspectos da picanha. Tanto é que, só de imaginar aquela grossa cobertura em volta da carne, já dá água na boca, não é verdade?

Visto que o sabor da picanha é bem marcante, o vinho também deve ser. Do contrário, o gosto da carne vai predominar e você não vai aproveitar bem a bebida. Isso faz do Cabernet Sauvignon uma ótima opção.

Riesling

Uma carne leve e com pouca gordura, como o lagarto, por outro lado, pede um vinho com características bem diferentes.

Visto que esse corte tem uma textura fibrosa, você pode escolher uma bebida um pouco mais ácida para ajudar na digestão. Além disso, se a carne for preparada ao molho, os ingredientes dele também vão influenciar na harmonização.

Por exemplo, se o molho for apimentado ou ácido, você pode harmonizar o prato com o Riesling, um vinho branco com sabor encorpado e levemente adocicado.

Inclusive, o lagarto ao molho é a prova de que uma carne vermelha não deve ser saboreada com qualquer vinho. Por exemplo, se você comê-la tomando um Cabernet Sauvignon, que indicamos para o churrasco, os taninos do vinho, ao se unirem ao sabor da pimenta, causarão um sabor amargo bastante intenso.

Malbec

O contrafilé é um corte muito popular que tem uma textura fibrosa e suculenta, além de uma boa quantidade de gordura. Dessa forma, aqui se aplicam alguns dos princípios que você viu na harmonização do churrasco de picanha.

Entretanto, uma vez que o sabor do contrafilé não é tão marcante quanto o da picanha, é melhor dar preferência a vinhos um pouco menos ácidos, ainda que sejam encorpados e tenham muitos taninos. Assim, o Malbec se apresenta como uma ótima opção.

Chianti

O Chianti faz uma boa harmonização com a costela, que é gordurosa e muito macia. Você pode prepará-la na panela de pressão, de forma bem simples. Veja a receita!

Forre o fundo da panela com quatro cebolas cortadas em rodelas e, em seguida coloque um quilo e meio de costela de boi. Por fim, cubra a carne com mais quatro cebolas em rodelas, além de quatro tabletes de caldo de carne. Note que a cebola vai soltar a água necessária para o cozimento, não sendo necessário adicionar água.

Tampe a panela e coloque para ferver. Assim que estiver fervendo, abaixe o fogo e deixe assim por 45 minutos. Apague o fogo e, quando acabar a pressão, passe a carne para uma travessa, jogando por cima o molho que tiver sobrado na panela.

Agora que você sabe qual vinho harmoniza com carne vermelha e, de quebra, até aprendeu uma receita de costela, é só chamar os amigos para saborearem uma combinação perfeita. É claro que você vai aproveitar para explicar a eles o que sabe sobre vinhos, não é mesmo?

Aproveite para continuar aprendendo sobre o assunto e confira o artigo em que explicamos o que combina com o vinho rosé.

Posts relacionados

Deixe um comentário