Melhores vinhos portugueses Melhores vinhos portugueses

7 melhores vinhos portugueses que você não pode deixar de provar

7 minutos para ler

Os melhores vinhos portugueses são reconhecidos pela sua qualidade e quantidade de castas nativas. Além disso, há regiões protegidas pela UNESCO, classificadas como Patrimônio Mundial da Humanidade. Por exemplo, a Vinhateira do Alto Douro onde se produz o famoso Vinho do Porto e a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, no arquipélago dos Açores.

Portugal é o nono maior exportador de vinho no mundo e o quarto maior produtor da Europa, perdendo apenas para a Espanha, França e Itália. Contando com mais de 250 tipos de uvas nativas que são cultivadas em seus vinhedos, o país fabrica vinhos que encantam os mais exigentes especialistas.

Neste artigo, vamos comentar sobre as vantagens e os diferenciais do vinho português, apresentando 7 melhores vinhos portugueses. Continue a leitura para saber mais!

As vantagens e os diferenciais dos vinhos portugueses

Há alguns anos, os grandes vinhos portugueses limitavam-se a produções fortificadas, com a adição de aguardente vínica. Atualmente, Portugal está vivenciando uma grande revolução vitivinícola, com um investimento maciço em tecnologia e conhecimentos em plantio, que o coloca entre os melhores produtores de vinho do mundo.

A grande diversidade de uvas nativas e a topografia de Portugal são aspectos importantes que fazem com que o vinho português seja especial e que cada uma de suas regiões vitivinícolas proporcione produtos com características específicas.

Nesse sentido, os conhecidos Vinhos Verdes são refrescantes e leves. Já os prestigiados vinhos tintos do Alentejo e Douro são bem estruturados e encorpados.

Além disso, Portugal produz os famosos vinhos fortificados, como os do Porto, que costumam ser apreciados no final da refeição, mas que também podem servir como aperitivos.

Vinhos Verdes e Vinhos do Porto

Como curiosidade, vale citar, que “vinho do Porto” é uma Denominação de Origem Controlada (DOC), ou seja, só pode ser utilizada pelos vinhos produzidos na região do Douro. Outros vinhos de outros lugares podem ter as mesmas características, porém não poderão ser chamados de vinho do Porto.

O mesmo se aplica para os Vinhos Verdes, que é o nome dado aos vinhos produzidos na região de Vinhos Verdes em Portugal. Eles podem ser tintos, brancos ou rosés.

Os melhores vinhos portugueses

Os vinhos que Portugal produz estão entre os mais famosos do mundo, fazendo parte da tradição do país europeu. Apresentando vasta variedade de castas, combinações e sabores únicos, não é incomum que os melhores vinhos portugueses ganhem prêmios importantes.

Para as pessoas que buscam mais conhecimentos sobre o universo desses vinhos especiais, selecionamos algumas das melhores marcas que não podem deixar de ser provadas. Conheça, a seguir, 7 melhores vinhos portugueses!

1. Casal Garcia Branco

Esse vinho é produzido pela vinícola Aveleda, uma empresa 100% familiar, que teve o seu primeiro vinho fabricado em 1870 pelo proprietário Manuel Pedro Guedes. Atualmente, ela é administrada pela 5ª geração da família Guedes e líder mundial na produção de Vinho Verde.

O vinho Casal Garcia Branco tem uma cor amarelo palha com reflexos esverdeados, apresentando um aroma de frutas cítricas e notas florais. É um vinho leve, frutado, ligeiramente efervescente e muito refrescante.

Em sua composição, encontramos as uvas Trajadura, Loureiro, Pedernã e Azal. A harmonização desse vinho maravilhoso pode ser feita com aperitivos, saladas em geral, canapés frios, peixes grelhados, bacalhau e frutos-do-mar.

2. Periquita Original

O Periquita Original é um vinho conhecido como o primeiro tinto engarrafado em Portugal. Ele apresenta o requinte e a riqueza das uvas de quintas portuguesas e se tornou um dos melhores vinhos da região, ganhador de medalhas de ouro no país, em Barcelona e Berlim. De fantástica relação qualidade-preço, está presente em mais de 70 países.

É um vinho tinto seco, com uma cor vermelho rubi e corpo médio, da região de Setúbal. Conta com um aroma delicioso que inclui frutas vermelhas, café, cacau e tâmaras. No paladar apresenta taninos elegantes e macios.

Ele é composto pelas uvas Aragonez, Castelão e Trincadeira, harmonizando com bolinho de bacalhau, aves, pratos vegetarianos, massas em geral, pizzas e queijos médios.

3. Follies Touriga Nacional

Esse é um vinho tinto seco que tem conquistado apreciadores no mundo todo. O Follies Touriga Nacional apresenta muita qualidade, feito 100% com uva Touriga Nacional. Ele é produzido pela vinícola Aveleda e criado em solos da região de Vinhos Verdes.

Apresenta uma cor vermelho rubi intenso com tons violáceos e aroma de cassis, cereja, chocolate, figo e notas florais.

Resulta em um paladar elegante e persistente, com taninos macios e textura aveludada.

4. Porto Calem Velhotes Tawny

Fundada em 1859 por António Alves Calem, a Porto Calem sempre se dedicou a produção de Vinhos do Porto de alta qualidade. Possuía sua própria frota de caravelas, o que é hoje a imagem da marca.

Após o início da fermentação, adiciona-se água ardente vínica ao mosto, interrompendo assim a fermentação e tornando-o um vinho fortificado.

O vinho Porto Calem Velhotes Tawny é tinto, fortificado e doce, amadurece de 3 a 4 anos em barris de carvalho, apresenta coloração castanho aloirado, aroma de frutas secas e nozes. No paladar é macio, doce e elegante.

Como sugestões de harmonização, podemos citar sobremesas a base de chocolate, castanhas e frutas secas.

5. Casal Garcia Sweet

Também produzido pela vinícola Aveleda, uma das empresas líderes em Portugal, esse vinho é frutado e levemente adocicado.

Com uma cor amarelo palha, ele apresenta um aspecto límpido e ligeiramente efervescente. Pelo seu frescor, o vinho Casal Garcia Sweet combina com ambientes descontraídos, sendo perfeito para harmonizar sobremesas à base de frutas, bolos com frutas cristalizadas, pratos leves com molhos adocicados ou simplesmente sozinho.

6. Quinta Vale Dona Maria Douro

Tendo como principal objetivo expressar o terroir da região do Douro, respeitando a história e os métodos tradicionais. Está entre os mais reconhecidos e premiados vinhos da região. Em 2017, a vinícola foi adquirida pela Aveleda, que manteve Cristiano Van Zeller à frente da equipe de enologia.

Esse é um vinho tinto elegante e encorpado, com notas de frutas vermelhas maduras, cerejas negras, ameixa e especiarias. Passa 21 meses em barrica de carvalho francês para amadurecimento. No paladar é aveludado com final longo e frutado.

O Quinta Vale Dona Maria Douro harmoniza com cordeiro, carnes vermelhas, embutidos e carnes defumadas.

7. Periquita Reserva

Como os demais vinhos de reserva, o Periquita Reserva é elaborado com uvas selecionadas e apresenta um amadurecimento de 8 meses em barris de carvalho francês e americano. Isso significa que ele passa pelo processo de tanoaria para entregar uma bebida com mais estrutura, longevidade, acidez equilibrada, taninos apropriados e intensidade de sabores e aromas.

Esse vinho é composto por 56% de uva Castelão, 24% Touriga Nacional e 20% Touriga Francesa. Apresenta uma cor vermelho rubi intenso e aromas que remetem a frutas negras e vermelhas, com toques florais e baunilha. Na boca, é encorpado, macio, equilibrado, possui boa acidez e persistência.

A harmonização pode ser feita com carnes vermelhas grelhadas, carnes de caça, massas ao sugo, lasanha, molhos condimentados e queijos fortes.

Como vimos, Portugal produz cada vez mais vinhos de alta qualidade que agradam aos paladares exigentes de especialistas do mundo todo. Os melhores vinhos portugueses podem ser encontrados na loja virtual TodoVino, que oferece produtos variados, com garantia de procedência e armazenamento climatizado.

Gostou deste artigo? Para conhecer outros vinhos portugueses e comprar com segurança e garantia de entrega, acesse o nosso site!

Posts relacionados

Deixe um comentário