Duvel, cerveja diabólica

3 minutos para ler

Duvel é uma das cervejas belgas mais reconhecidas e cultuadas pelo mundo. A associação não ocorre ao acaso e para entender como esta cerveja estilo Golden Strong Ale conquistou mercado em mais de 60 países, o primeiro passo é conhecer sua história e tradição. 

A cervejaria nasceu carregando o sobrenome de seu fundador: Jan-Léonard Moortgat. Na época de sua fundação, 1871, existiam cerca de 3.000 cervejarias em funcionamento da Bélgica e Jan, com seus dois filhos Albert e Victor, foi aos poucos ganhando mercado com sua Strong Ale.

O grande passo da família Moortgat se deu em plena 1a. Guerra Mundial. Albert, que era o responsável pela produção da cervejaria da família, decidiu viajar para a Inglaterra para identificar e trazer uma linhagem específica de leveduras para produzir uma English Ale. A amostra ideal foi encontrada em Edimburgo, na Escócia, e até hoje é utilizada na produção de Duvel. De volta a Puurs, cidade ao norte de Bruxelas, onde está sediada a cervejaria, logo produziu a cerveja que imaginava, que recebeu o nome de Victory Ale, uma homenagem e comemoração da vitória na Guerra. Em 1923 aquela cerveja foi rebatizada como Duvel. 

Conta a história que um sapateiro estava em uma degustação na cervejaria Moortgat e comentou que a cerveja era diabólica (devil) de tão boa. Em uma sociedade devota ao catolicismo, adotar esse nome foi uma grande ousadia para a época. 

Além da linhagem especial de leveduras, trazida da Escócia, o caráter único de Duvel está ligado ao lento e cuidadoso processo de maturação da cerveja, um processo que dura o mínimo de 90 dias, onde a segunda fermentação ocorre diretamente nas garrafas. Além disso, a seleção de lúpulos da República Tcheca e da Eslovênia também completam o perfil de Duvel, com amargor na medida, consistência e pureza.

Na década de 60, Duvel foi a primeira cervejaria a desenvolver um modelo exclusivo de taça, para sua melhor apreciação. Hoje a tulipa com bojo largo se tornou um clássico e sinônimo de Duvel. 

Hoje a cervejaria Duvel Moortgat está na quarta geração da família e se expandiu, comprando uma série de outras cervejarias emblemáticas pelo mundo. Uma etapa curiosa da empresa ocorreu em 1999, quando a empresa abriu seu capital, mas a família Moortgat, sem querer comprometer a qualidade de suas cervejas, decidiu recomprar todas as ações em 2012, mantendo controle absoluto sobre as cervejas e marcas. 

Além do padrão de qualidade e consistência, Duvel também adota práticas sustentáveis concretas, como a instalação de painéis solares em todo o telhado da cervejaria, uma superfície equivalente a dois campos de futebol, o que gera energia para as instalações da cervejaria e para parte de seus caminhões elétricos (que também colabora com redução de emissão de carbono). Em parceria com os institutos WeForest e Bos+, Duvel reflorestou uma área estimada em 750 campos de futebol até o fim de 2020 e as sobras dos grãos e cereais são doados para os fazendeiros de gado do entorno da cervejaria. 

Posts relacionados

Deixe um comentário