Saiba mais sobre a cerveja britânica

6 minutos para ler

Antes de mais nada, você sabe o que são as escolas cervejeiras? Se você imaginou algum tipo de curso para aprender a fazer a bebida ou a degustá-la, você errou. Escola cervejeira é o nome que se dá à região que tem tradição em muitos anos de produção de cerveja e que serve como referência para a criação do líquido no mundo todo. Dito isso, a escolhida para este post é a cerveja britânica.

A terra conhecida pela sua pontualidade e pelo chá das cinco, também prepara cervejas apreciadas pelo restante do planeta. Seus sabores e aromas são bem característicos, do tipo que fica bem fácil reconhecer que se trata de uma cerveja britânica. Sem mais delongas, vamos então ao que interessa? Continue a leitura!

História da cerveja britânica

Há algumas centenas de anos, na Idade Média para sermos mais exatos, a água não era algo muito confiável por motivos óbvios de insalubridade. Por isso, a cerveja era uma das bebidas mais consumidas, pois matava a sede e ajudava a saciar. Para se ter uma ideia, o consumo anual da bebida na região da Bretanha era de aproximadamente 300 litros por habitante, o que dá mais de 800 ml por dia!

Naquela época, a produção de cerveja era algo doméstico, como fazer um pão ou um bolo hoje em dia. As mulheres fabricavam a bebida para o consumo da família. Com o passar do tempo, algumas dessas mulheres cervejeiras ganharam fama devido às suas receitas de cervejas. Foi então que elas começaram a vendê-las. A partir daí, surgiram os famosos pubs ingleses, anos mais tarde.

Já na Revolução Industrial, as cervejas artesanais perderam espaço para as grandes cervejarias que investiram no barateamento da bebida. Graças a um grupo de ingleses que não se conformaram com a produção em grande escala, em 1971, uma associação foi criada para manter a tradição do estilo da cerveja de antes.

Desde então, não apenas para as inglesas, mas o restante do mundo se voltou novamente para as cervejas artesanais. Hoje, nos pubs, você ainda encontra as cervejas armazenadas em barris de madeira e servidas por meio de bombeamento manual, como manda a tradição inglesa.

Características da cerveja britânica

A escola cervejeira britânica é uma das mais respeitadas e tradicionais do universo cervejeiro. Dentre suas principais características, podemos citar a predominância das Ales (cervejas de alta fermentação), equilíbrio entre o dulçor do malte e o amargor do lúpulo, além da baixa carbonatação, conferindo corpo macio e muita elegância no paladar. 

Diversos estilos consagrados têm origem nessa escola. Podemos citar as Porters e Stouts, com notas de chocolate amargo e café vindas da tosta dos maltes especiais, as Bitters, que apesar do nome possuem um perfeito equilíbrio entre o doce e amargo, e as India Pale Ales (IPA’s), famosas por seu amargor pronunciado e notas terrosas, herbáceas e frutadas conferidas pela utilização de lúpulos ingleses. Algumas cervejas muito tradicionais ainda são refermentadas na garrafa, conferindo um final de gole mais seco, aumentando o drinkability (vontade de dar mais um gole) da cerveja.

Tipos de cerveja britânica

Bom, depois de entender mais sobre a história e as características da cerveja britânica, provavelmente deve ter batido uma curiosidade em conhecer alguns tipos da bebida, certo? Veja, a seguir, algumas das cervejas mais famosas da Inglaterra.

Golden Ale

A Hobgoblin Gold é um exemplar do estilo Golden Ale. Uma bebida muito fácil de beber, que apresenta aromas interessantes de biscoito e de frutas tropicais. É produzida a partir de quatro variedades de lúpulos, além do trigo. No paladar, tem sabor seco e frutado, que se finaliza de uma forma marcante e refrescante. Seu corpo é leve e o visual é de coloração dourada.

Ambar Ale

Para quem gosta de cerveja com perfeito equilíbrio entre o doce e o amargo, a Marstons Pedigree Ambar Ale é uma ótima opção! No visual, ela tem cor âmbar brilhante, o corpo é de leve a médio, sendo uma cerveja macia. Suas notas são maltadas de toffe, de biscoito e de malte, com toques frutados e condimentados originados dos lúpulos ingleses.

Extra Special Bitter

Esse estilo de cerveja é bem tradicional na Inglaterra. A Hobgoblin Legend Ruby Beer tem uma coloração de vermelho rubi intenso e convidativo. As notas são de malte tostado, de caramelo e de toffe, com toques terrosos. Ao colocá-la na boca, dá para sentir a textura cremosa, o corpo médio e o balando entre a doçura e o amargor.

Stout

A Youngs Double Chocolate Stout é um rótulo do tipo stout, também muito emblemático da escola cervejeira britânica. Ela traz um sabor marcante de chocolates e outros adocicados apreciados por cervejeiros do mundo todo. Sua coloração é escura, e o líquido na boca é seco e levemente amargo. Ela contém chocolate amargo, malte torrado e essência de chocolate, com notas de café e com um toque de condimentos.

Flavoured Ale

Já pensou em apreciar uma cerveja com sabores inspirados em pudim de caramelo? Pois a cerveja Wells Sticky Toffee Pudding Ale traz toda a doçura dessa sobremesa tradicional britânica. Ela é encorpada, tem teor alcoólico de 5% e uma coloração acobreada. Ela é produzida com malte de cevada, lúpulo, levedura e uma mistura de açúcares. O resultado é uma bebida com aromas de torta de caramelo e biscoito. Apesar do paladar bem adocicado, ela evolui para um leve amargor.

Harmonização da cerveja britânica

Para degustar uma boa bebida, nada é melhor que acompanhá-la com pratos perfeitamente harmonizados, não é verdade? Por isso, trouxemos aqui algumas dicas para combinar a sua degustação de cervejas britânicas com receitas deliciosas.

  • cervejas mais ácidas e leves combinam com queijos gordos;
  • bebidas mais amargas casam muito bem com comidas picantes;
  • as IPAS (Indian Pale Ale) são ótimas para acompanhar pratos gordurosos, como a costelinha de porco;
  • as cervejas Stout harmonizam perfeitamente com chocolates e sobremesas à base de chocolate, para finalizar a degustação.

Os vários tipos de cerveja britânica expressam toda a tradição de uma das escolas cervejeiras mais influentes do planeta. Com sabores e aromas marcantes dos lúpulos ingleses e o amargor característico, eles são apreciados pelos cervejeiros mais exigentes. Por esse motivo é que se você ainda não as conhece, não pode deixar de experimentá-las.

Já sabe onde encontrar os rótulos das escolas cervejeiras mais famosas do mundo? Na TodoVino! Entre em contato conosco, tire as suas dúvidas e faça o seu pedido!

Posts relacionados

Deixe um comentário