200 anos de história do champagne Irroy

3 minutos para ler

A TodoVino, loja online de vinhos, cervejas e destilados, abre hoje espaço para um lançamento exclusivo e que certamente movimentará o círculo dos amantes de um bom champagne. Nossos especialistas foram atrás do champagne Irroy.

A história de Champagne vive em torno dos castelos e conventos. Os monges, especialmente da ordem beneditina, foram os responsáveis por mapear os vinhedos mais propícios para o cultivo das principais variedades champenoises: a branca Chardonnay e as tintas Pinot Noir e Pinot Meunier.

Irroy foi fundada em 1820 e é o nome do castelo onde estavam os vinhedos que davam origem ao Champagne da casa. Durante a Revolução Francesa, tanto o castelo quanto seu vizinho, o convento de Avenay, foram destruídos. Porém sua posição privilegiada, em Reims (conhecida como a capital do Champagne), permitiu que seus vinhedos resistissem pela reconhecida reputação e qualidade identificada ao longo dos séculos. A marca já foi membro do Syndicat de Grandes Marques, associação que reunia os principais produtores de Champagne e ditava os standards de qualidade na região. Em meados do século XX, Irroy continuava sendo produzida mas a marca voava fora dos radares dos mercados internacionais. Em 1955 Irroy recebeu novos sócios e seus Champagnes deram um grande salto de qualidade e hoje se colocam como uma das melhores opções de qualidade/preço do mercado. 

A cuvée Irroy Extra-brut (menos de 6 gr/l de açúcar residual, menor que uma “brut”) mostra de forma cristalina a qualidade e mineralidade do seu vinho base composto por 30% de Chardonnay (que aporta elegância e frescor) e 70% das tintas Pinot Noir e Pinot Meunier (responsáveis pela estrutura e amplitude na boca), de 25 diferentes vinhedos nas nobres zonas de Marne e Aube. Após a segunda fermentação na garrafa, as mesmas repousam por 30 meses nas caves de Irroy para ganhar suas finíssimas borbulhas e as notas de pães tostados e frutos secos. 

A cuvée Irroy Brut Rosé é resultado do assemblage de 68% Pinot Noir (vinificado em branco), 20% Chardonnay e 12% Pinot Noir vinificada como tinto. A Pinot Noir vem da sub-região de Aube, muito badalada na atualidade por ser o berço dos mais inovadores produtores de Champagne. Aqui Irroy ainda conta com “vinhos de reserva” de mais de 20 diferentes safras, o que dá estilo único e complexidade ao Champagne e onde se mede a força de uma casa de Champagne. 

Posts relacionados

Deixe um comentário